“Boris” – Concha Blanco

Este livro, de uma escritora galega, foi um belo achado. Em quatorze capítulos curtos, é contada a história de Boris, uma gatinha (sim, fêmea) que surge na vida de uma criança. Os problemas que os donos de gatos conhecem estão lá – como chamar o bichano (a confusão da gatinha por ser chamada de Boris), a dificuldade em vesti-los, como transportá-los em uma viagem, alergia ao pelo, etc.

A história tende um tanto para a melancolia –  é triste quando a gatinha fica sozinha durante a viagem dos humanos, e no final ela precisa encontrar um novo lar pois a criança que cuida dela possui alergia a gatos. O final é até feliz, mas a situação pode ressoar triste para donos de gatos que já sofreram com essas coisas.

Os desenhos são esparsos, e em preto-e-branco, mas bastante simpáticos. Boris é uma fofura! Certamente um livro para crianças um pouco mais velhas, e no qual todo gateiro irá encontrar referências variadas.