Dario Fo – “The Peasant’s Bible and The Story of the Tiger”

Um libro bom de Dario Fo, embora não excepcional. Contêm 6 monólogos curtos, sendo o melhor o “The Story of the Tiger”. Este conta a história de um soldado do exército chinês que se vê ferido mortalmente e é socorrido por uma tigresa e seu filhote – em troca da proteção e do leite com o qual ela o amamenta ele deve cozinhar para as feras. As outras cinco histórias compõe o que é chamado da “Bíblia do camponês” – Fo buscou nas histórias tradicionais do povo aquelas que, assim como as do famoso livro, tentam, com a sabedoria de um (óbvio) camponês, explicar o mundo. Nelas animais ou seres humanos vivem alguma aventura onde deus ou Maria ou Jesus contracena com eles e no qual aprendem alguma moral ou sofrem algum evento que os altera permanentemente – como o porco que possuía asas e, ao perdê-las e cair, ficou com o focinho achatado. Cobra perdendo as patas, alguém?

Um ponto curioso do livro é que 5 das 6 histórias também estão com sua versão em italiano, e 3 das 6 estão em dialeto. Parece-me um modo de apenas engrossar o livro, que seria muito curto sem isso (77 páginas). As histórias em dialeto valem apenas por curiosidade, e ao meu ver a tradução é excelente (Ron Jenkins, o melhor tradutor de Fo) e não há nada na versão original que realmente seja muito diferente para compensar. O estranho é que a única história em que Fo comenta que deve ser falada em dialeto só possui a versão em inglês. Na verdade, creio ser uma estratégia barata de compensar as 56 páginas com desenhos que a versão norte-americana deixou de lado…

As peças de Dario Fo são únicas e muito difíceis de serem representadas, e confesso que antes de ter assistido a uma delas sendo atuada por Mario Pirovano, o maior ator das peças Fo (palavra do próprio autor!), elas não eram tão engraçadas e interessantes quanto são agora. Creio ser essencial para que o leitor compreenda o que está se passando usar o útil youtube para conhecer um pouco do método empregado.

Anúncios